quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

O MAIOR ACONTECIMENTO DA HUMANIDADE



Verdadeiramente o Cristianismo é a única religião neste planeta que afirma que a Divindade se fez homem. Durante muitos anos esta afirmação foi contestada dentro da própria igreja, até que no ano 325 (d.C.) a Igreja asseverou as duas naturezas de Cristo: Divina e Humana, verdadeiro Deus e verdadeiro Homem. 

Com o passar dos tempos muitos tentaram ensinar que Jesus Cristo era um deus menor e por isso a Igreja sempre lutou contra as heresias. Você já imaginou se Cristo não fosse Deus realmente? A conclusão que temos é de que se Ele não fosse Deus todo o propósito para a salvação da humanidade e a reconstrução deste planeta estaria fadada ao fracasso. Deus em sua Soberania, em prol de sua busca pelos homens, determinou que nós, feitos a Sua imagem e à Sua semelhança tivéssemos a possibilidade de sermos resgatados pelo sacrifício de Seu Filho, de sua mesma essência embora homem em toda a sua plenitude. Portanto, o Natal não pode e nem nunca será uma festa mundana e comercial. Para os verdadeiros cristãos o Natal se reveste de um conteúdo celebrativo e de grande alegria. O Deus Soberano não ficou longe de nós. O Logos se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos s a Sua glória como a do filho único de Deus.

Assim, os cristãos verdadeiros glorificam a Deus, pois sua encarnação trouxe a esperança de novos céus e nova terra, nos quais habita a justiça. Nosso Natal jamais pode ser comparado e delimitado pelas alegrias efêmeras e motivado por presentes e mimos. 

Longe disso, os cristãos verdadeiros estão conscientes que Deus desceu, nasceu de uma virgem, isso não foi uma teofania, recebeu carne e sangue, tornou-se verdadeiramente homem e viveu como tal, a fim de que fosse nosso representante fiel. Adão no passado, não conseguiu nos redimir pela sua infidelidade, pelo contrário, o primeiro homem trouxe o pecado, mas o Segundo Adão trouxe-nos a vida abundante (Rm 5.12-21).



Você é convidado a aceitar esta verdade: Deus veio em carne e osso, em cheiro e suor, para lhe representar, diante da justiça divina, substituir-nos naquela cruz e ressuscitar a fim de que o Plano Divino fosse perfeito e todos aqueles que o recebessem por meio da fé começassem a viver desde já a alegria verdadeira daquilo que será real e física, eterna e duradoura. O maior acontecimento da humanidade mudou a história do mundo. O Deus verdadeiro se encarnou! Deixe seu coração ser conquistado por Ele!

Um comentário:

Anônimo disse...

Parabenizo-o pela publicação da bela imagem católica de ícone bizantino!
Recomendo-o a leitura do livro “Todos os caminhos levam a Roma”, do casal de ex-pastores presbiterianos Scott e Kimberly Hahn.
Feliz ano novo!