quinta-feira, 21 de agosto de 2014

CHAMADOS PARA A MISSÃO





As Escrituras nos fazem ver que existem três palavras que direcionam a missão da igreja e que são os braços que devem estar estendidos no mundo por meio dos seus filhos. Jesus nos chama a ser “sal da terra” e “luz do mundo” por meio destas três ações como igreja, seja como Corpo de Cristo, seja como comunidade local.

1) COMUNHÃO - Koinonia (Jo 13.34-35): Jesus nos ensina que a comunhão é o primeiro passo para a missão. A comunhão é o que dá o tom do serviço. Para que possamos cumprir a missão neste mundo, necessitamos buscar não apenas “viver”, mas a “conviver” com os irmãos. A comunhão não é um “fim em si mesmo”, mas o meio pelo qual outros veem o amor que nós possuímos uns pelos outros e os motiva a tornarem-se parte de nós, junto conosco. A nossa “convivência” marca a vida de outros profundamente.

2) PROCLAMAÇÃO DO SENHORIO - Kerigma - (Rm 10.9): A grande mensagem da igreja primitiva era: “Jesus [é] o Senhor...”. No início da era cristã, os cristãos não pregavam apenas uma salvação celestial, mas o Senhorio de Cristo sobre tudo e sobre todos. Quando pregamos o Senhorio de Cristo, não dizemos apenas que Ele pode salvar a “alma” das pessoas, mas também tudo que envolve a vida. Ao dizermos que Jesus é o Senhor, revelamos que Ele não apenas nos salva para o céu, mas que Ele deseja ser o verdadeiro governador da vida “aqui e agora”. É impossível dizer que “Jesus é o Senhor” e não permitir que Ele tenha a palavra final na Educação, na Ética, na Economia e na Política. Dizer que Cristo é Senhor também é fazê-lo salvador do “corpo” e da “alma” não apenas no sentido pessoal, mas também no coletivo.

3) SERVIÇO DE AMOR - Diaconia - (Mt 25.30,45): A missão da igreja envolve o homem não apenas no espírito, mas também no físico. Ele é o Senhor e deseja ser o regente definitivo sobre a vida humana. Essa foi a proposta da “criação” no Éden. Se crermos na crucificação de Cristo, também cremos na ressurreição do corpo. Se amarmos pelo discurso, devemos amar também por meio de atos, de ações, de obras. Só existe evangelho de Cristo quando as pessoas são restauradas material, física, psicológica e socialmente. O evangelho que salva é também o evangelho que restaura a saúde em todos os níveis da vida humana.

Assim compreendemos que missão não é apenas evangelizar, mas é se fazer presente na sociedade a fim de que, através de palavras e atos o Reino de Deus se concretize nesta terra. Quando abraçamos a Cristo pela fé, começamos a viver a “Nova Criação” a partir de agora, pois o que fazemos aqui promoverá a Volta de Cristo. Ele virá enquanto a Sua igreja está trabalhando, pois só se é igreja enquanto se está em missão e somente há missão enquanto a igreja vive neste mundo de modo justo, piedoso e relevante. Portanto, mas uma vez neste momento, dedique seus dons, talentos e conhecimento como braços e mãos do Espírito Santo para que você também seja participante da Sua missão.



Rev. Luiz Augusto

Nenhum comentário: