sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

UM VAZIO DO TAMANHO DE DEUS



Desde o tempo mais primitivo, o ser humano luta pelos seus ideais como que vivendo em função deles. A tentativa de se sentir satisfeito e em paz, de vivenciar o belo e o bom, de lutar por se tornar a essência de tudo e de todos, são na verdade indícios que todos vivemos para nos satisfazer com alguma coisa ou alguém que possa preencher os buracos de nossa vida. Isso revela que há um grande vazio dentro de nós que é maior do que um “Buraco Negro”.

Segundo a Teoria da Relatividade, “um buraco negro é uma região do espaço do qual nada, nem mesmo objetos que se movam na velocidade da luz podem escapar”. Maior do que isso, o coração do ser humano possui o maior Buraco Negro de qualquer Universo. Blaise Pascal afirmou que “há um vazio no formato de Deus no coração de todo homem”.  

Não percebemos que nosso desejo por conquista, por prazer, por satisfação, é na verdade uma tentativa por encher o vazio que existe dentro de nós e que este mesmo vazio somente pode ser preenchido pelo verdadeiro relacionamento com o Divino? Por causa desse vazio colocamos nossa fé, nossas esperanças, nossa confiança em pessoas, coisas e objetos que jamais poderão fazer o que o “Deus-Homem” pode fazer.

Portanto, lhe desafio a redirecionar seu foco, suas esperanças, suas forças, seu entendimento e sua alma a Deus e somente a Deus. O que resultar desse relacionamento nutrido e alimentado virá como um benefício, mas jamais como fim em si mesmo. Quanto dinheiro você já não gastou, quanto esforço você já desperdiçou, quantas alegrias você abafou, porque esperou em outra coisa e não em Deus?

Quantos querem um relacionamento profundo e prazeroso em sua profissão, com um animalzinho de estimação, com um cônjuge, com um filho e até em sua religião e com a igreja? Nada disso, absolutamente, pode levar qualquer ser humano a uma satisfação plena, profunda, intensa e duradoura.

E consequentemente quando somos traídos, abandonados, escanteados, nos frustramos, nos decepcionamos, nos matamos, nos odiamos, por que Deus ainda não “tampou” este buraco tão grande que somente Ele pode preencher. Quando falamos de Deus, não falamos de algo racional, dogmático ou confessional, falamos de Deus como experiência encarnada como a presença do próprio Deus dentro nós. O que você fará? Vai continuar “tampando o sol com a peneira”? Alimente-se de Deus todo dia, toda hora, todo momento e será assim verdadeiramente feliz e satisfeito.

sábado, 19 de janeiro de 2013

O MAIOR PECADO


“Portanto, vede diligentemente como andais não como tolos, e sim como sábios” Efésios 5.15

Devo admitir: Somos todos muito precipitados para rotular as pessoas por aquilo que vemos nelas ou ouvimos delas. Geralmente este rótulo vem com determinados julgamentos pré-concebidos e preconceituosos.

Em nosso mundo, ser cristão não é mais suficiente, hoje se rotulam pessoas pelos níveis de “temperatura espiritual”. É pelo tipo de igreja que frequenta, pela vestimenta que usa, pelas palavras-chaves que fala, pela pontualidade e assiduidade nas atividades da comunidade, etc.

A sensibilidade anda tão diluída e a confusão é tão grande que perdemos a noção daquilo que é prioritário e do que é secundário na vida. Inverteram-se os pólos e o que é essencial já não é mais essencial. A busca pela simplicidade cristã ficou de lado. Não buscamos mais a Deus pelo que Deus é, e sim, pelo que Deus faz e se Ele não faz, O fazemos fazer.  Inquirimos: "Ele é ou não é Deus"?

Quando não usamos desta prática, observamos outras esquisitices. Não compreendendo o mundo ao nosso redor, por causa de uma visão fatalista e um espírito legalista, adotamos determinados slogans como: "o mundo não tem mais jeito mesmo”. Muitos se especializam em criarem os seus “guetos” evangélicos, transformando-se em "ETs" e se esquecem de que Nosso Senhor Jesus Cristo quando esteve aqui, Ele viveu no meio do mundo. Levemos a sério a “tradição” mas renunciemos o tradicionalismo (II Tes 2.15).

No meio de tudo isso, perdemos a visão da Unidade da fé e do Corpo de Cristo e queremos transformar as pessoas em “robôs”, oprimindo-as mentalmente e uniformizando os seus pensamentos. Jesus jamais orou para que seus discípulos vivessem a uniformidade, Ele clamou pela unidade, para que seus discípulos tomassem o modelo do amor da Santíssima Trindade.

Até que ponto podemos ser chamados “Igreja de Cristo”, se não conseguimos conviver com as diferenças entre nós? Ou começamos a clamar por uma reforma viva na vida cristã, ou sepultamos o que é de mais lindo e belo na igreja de Cristo que é a “Diversidade na Unidade”. Santo Agostinho já afirmava: “Unidade nos ‘essenciais’, diversidade nos ‘não essenciais’, amor em ‘todas as coisas’”.

Viver como sábio significa desmascarar nossa falsa noção que temos que controlar as pessoas e as circunstâncias. A paz de Cristo e a alegria espiritual inundará nosso coração quando aceitarmos viver sob o livre-controle do Espírito Santo.

sábado, 12 de janeiro de 2013

VOCÊ JÁ SE ALIMENTOU HOJE?




“O homem é criado para oração, assim como ele é criado para falar e pensar”. (Tito Colliander)

Nós não temos ideia sobre a necessidade de nossa alma. Somos altamente rudes quando o assunto é espiritualidade e comunhão com o Divino. A frase acima, que li esta semana, revela que da mesma maneira que temos necessidade de falar, pensar, andar, comer, beber, descansar... também temos a necessidade de oração.

Como muitos pensam erroneamente sobre a oração, ela não se baseia apenas em uma conversa com Deus. É muito mais do que isso! Ela é o meio de ligação, de comunicação que envolve muito mais do que fonemas ou palavras que ditamos a Deus racionalmente. Por isso, a oração faz parte das necessidades básicas de qualquer pessoa e nossa alma não se alimenta de palavras, e sim, de uma experiência com os mistérios de Deus.

A alimentação e o descanso são indispensáveis para sustentar sua vida física. A sabedoria, a arte e a cultura, de um modo geral, enriquecem as qualidades da alma de uma pessoa. E a oração, revela na pessoa o lado espiritual mais alto da sua natureza.

Deus ama a Sua criação, ama a cada um de nós e Ele é o nosso Pai celeste. Tal como é natural dos filhos, o desejo de ver os seus pais e conversar com eles, assim, deve ser natural a nós, à vontade de se comunicar com Ele. A alma se junta com Deus durante a oração, se junta também com o mundo espiritual.

Segundo as palavras de João de Kronstad, a oração é a ligação de ouro da pessoa cristã, peregrina e estrangeira aqui na terra com o mundo espiritual do qual faz parte e sobretudo com Deus - a fonte da vida.

A oração mais simples e sincera é aquela que se aprende na intimidade do coração. Assim como você come e bebe para manter seu corpo sadio, você deve se alimentar da oração todo dia e em todo momento. Sem isso ficamos raquíticos espiritualmente e tornamo-nos vulneráveis a qualquer enfermidade espiritual e sujeitos aos ataques externos.

Hoje, faça uma reavaliação de sua alimentação espiritual. Como você está se alimentando? Você se alimenta frequentemente da oração? 

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

MISSIONÁRIOS DO ESPÍRITO SANTO DE DEUS


Queridos irmãos,
Muito obrigado a vocês que oraram pela estadia dos irmãos Waiwai entre os Arara. Deus respondeu as orações de todos nós.
Regozijem-se conosco! Os anjos do Senhor estão em festa! Hoje, na aldeia, estão sendo batizados pelos pastores Waiwai cerca de 140 Arara. Uma grande festa espiritual! Dificilmente o ano de 2013 poderia ter um começo melhor para nós!
Os pastores Waiwai já auxiliaram os Arara a escolher 6 líderes para a igreja e entre esses 6 está Tatji. Eles disseram que não pode haver um líder sozinho, tem que ter um grupo de líderes para que eles se apoiem mutuamente.
Louvamos a Deus pelo que Ele tem feito entre os Arara através de nossos irmãos Waiwai.
Eles pretendem iniciar a construção do templo em fevereiro. Assim, temos pouco tempo para levantar recursos para auxiliar essa iniciativa. Será necessário pagar alguém para cortar madeira em formato de tábuas, pagar um carpinteiro, comprar pregos, martelos etc.
Pedimos que continuem orando pelos Waiwai e pelos Arara, pelos que se converteram e pelos que ainda não se converteram. Também vamos orar pelos 6 líderes e por todos que estão sendo batizados, para que permaneçam firmes no Senhor.
“Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão.” (1 Co 15.58)
Obrigado por sua parceria missionária entre os Arara.
Abraços fraternos.
Em Cristo.
Isaac e Shirley Souza.