sábado, 1 de dezembro de 2012

O DESAFIO PARA OS PRÓXIMOS 30 ANOS!


(Pastoral publicada quando dos 30 anos de Fundação da Igreja Presbiteriana de Jardim São Paulo)

Estamos completando 30 anos de organização. Muitas pessoas entraram para ouvir o evangelho em nossa igreja, foram batizados, fizeram parte como membros, vários foram batizados ainda bebês. Muitas foram as experiências de alegria, de dor e de vitórias que marcaram a vida da igreja. Vários pastores passaram por nós e o rebanho foi pastoreado. Com toda certeza o passado tem muitas resultantes em nossa vida no momento presente, porém o passado deve nos ajudar a olhar o futuro.

Portanto, somos desafiados a continuar na busca do conhecimento de Nosso Senhor Jesus Cristo. O apóstolo Paulo nos ensina a razão de nossa existência quando afirma “considero tudo como perda, comparado com a suprema grandeza do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor, por quem perdi todas as coisas. Eu as considero como esterco para poder ganhar Cristo e ser encontrado nele, não tendo a minha própria justiça que procede da Lei, mas a que vem mediante a fé em Cristo, a justiça que procede de Deus e se baseia na fé. Quero conhecer Cristo, o poder da sua ressurreição e a participação em seus sofrimentos, tornando-me como ele em sua morte para, de alguma forma, alcançar a ressurreição dentre os mortos”.(Fp3,8-10).

Nosso propósito é permitir que todos conheçam a Cristo, não apenas pela pregação mas também pela vida. Este conhecer não é um conhecer racional e sim experiencial da fé. Através de nossa unidade, nossa comunhão, nosso jeito de ser e nossa vida de adoração poderão levar Cristo aos que ainda não o experimentaram. Mas esta experiência não deve ser um ato, e sim um processo, uma longa caminhada.

Somos desafiados a facilitar para que de alguma maneira possamos ajudar outros a conhecerem completamente a Cristo e isso é suficiente. Se conseguirmos fazer isso, nossa entrada estará reservada no Reino Eterno de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Somos também desafiados a nos desembaraçar-nos daquelas práticas que não ajudam e mais complicam o processo a fim de que possamos conhecer Nosso Senhor. “Deixemos todo embaraço e o pecado que tenazmente nos assedia, e corramos com perseverança a carreira que nos está proposta, olhando para Cristo, o iniciador e o finalizador de nossa fé”. (Hb12.1,2). Que possamos aceitar estes desafios, lutando juntos para que continuemos a caminhada da fé e cumprir assim nossa missão.

Nenhum comentário: