sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

ADVENTO, NATAL E MISSIO DEI



"E o verbo se fez carne e vimos a sua glória, como a do unigênito do Pai”. Jo 1.14

Geralmente o período do Natal se caracteriza por uma série de reflexões pessoais. É um tempo de rever o ano que está findando, de redefinir planos, de comemorar o que se conquistou. Mas pouca gente consegue relacionar o Advento do Messias com a Missão de Deus (missio Dei). De fato o Natal tem tudo a ver com a Missão de Deus, pois ele nos revela o advento de Cristo, do Homem-Deus que se tornou gente, revelando-se como a Palavra Viva de Deus.

O Natal nos revela Jesus, Filho de Deus comissionado ao mundo e é o modelo para a igreja que foi comissionada para ser portadora das boas novas do Reino de Deus. O Natal fala sobre a paz que Cristo trouxe aos homens que desejam viver sob a vontade de Deus e desafia os seus discípulos a se comprometerem a viver esta mesma vontade no cotidiano, sendo canais da Boa Vontade Divina. 

O Natal fala sobre o sentimento que houve em Cristo, quando Este se esvaziou e assumiu a forma de escravo vindo ao mundo submetendo-se a um sistema social, político, religioso e cultural para revelar a essência de Deus como verdadeiro homem e verdadeiro Deus. A missão também fala sobre o mesmo sentimento que nós discípulos de Cristo devemos ter para com todas as pessoas, aprendendo a nos encarnar nele a fim de que em nossa igualdade com os homens possamos revelar a face de Deus que há em nós. Quando aprendemos a relacionar esses temas, aprendemos alguns princípios para a nossa vida cristã pessoal:

Em primeiro lugar, o mesmo Deus que enviou Cristo ao mundo é o mesmo que nos envia você ao mundo (Jo 20.21). A missão se faz de múltiplas maneiras. Isso precisa ser aceito e bem entendido. Gastamos muito mais com coisas supérfluas  do que com a necessidade. Os crentes estão dando para obras sociais e de missão menos do que o valor equivalente a uma Coca Cola diária por ano. Como podemos celebrar o Natal, se a Missão é o nosso menor investimento?"

Em segundo lugar, o Natal e a obra missionária possuem o mesmo objetivo. Lucas 2.14 declara: “Glória a Deus e Paz na Terra”. Numa perspectiva espiritual, o propósito do Natal é a Glória de Deus. O propósito da Missão é a paz na terra. O Natal é o advento de Cristo para trazer “paz” aos homens (Rm 5.1). O objetivo da Missão é levar esta paz aos corações dos homens. Falamos muito de glória de Deus mas pouco fazemos em prol da paz da humanidade em todos os âmbitos.

Em terceiro lugar, o Natal e a Missão possuem o mesmo caráter: Doação e renúncia (Fp 2.5-11). É bom lembrar que Jesus não usurpou o trono do Pai, renunciou a sua glória celestial, e doou-se na cruz. Não há Natal sem doação e a renúncia de nosso egoísmo e egocentrismo. O natal nos deve trazer a memória o que Cristo fêz por nós para que nós façamos algo para minimizar a dor e o desespero das pessoas. Enquanto nos enchemos de presentes, esquecemos que a vida não deve ser medida pelas esmolas que oferecemos aos outros neste período.

Por isso nesse Natal despoje a auto–piedade, o egocentrismo consumista. Tome iniciativas práticas, faça doação de algo mais permanente às pessoas do que meramente uma “lembrancinha” natalina bem consumista.

Se você pensa em fazer Ceia de Natal tire um pouco do seu para dar a alguém. Faça uma oferta a outros, renove seu compromisso com pessoas e busque a determinação de ser motivado pela Glória de Deus, mas com o objetivo de gerar paz entre os homens. Nunca haverá “glória a Deus” se não houver disposição para a paz. Assim o Natal será muito mais significativo para você, pois estará fazendo a vontade de Deus como uma luz a brilhar na escuridão das pessoas.


Um Feliz Natal 2012, Rev. Luiz Augusto

Nenhum comentário: