quinta-feira, 10 de maio de 2012

MULHER, MATRIMÔNIO E MATERNIDADE


  

A mulher sábia faz do seu lar um paraíso, mas a mulher tola, sozinha, estraga a vida de sua família. Provérbios 14.1

Em toda a humanidade a partir das grandes nações do mundo antigo, se perpetuou para as outras gerações da história o sistema patriarcal. A Bíblia foi escrita durante há quase 16 séculos, tendo como base este sistema. Então não é para menos que tenhamos hoje uma crise nos sistemas social-familiar-econômico e político da vida.

A sociedade e a religião ainda que queiram transmitir uma mensagem de Deus com "cara de macho”, não consegue se desvencilhar da importância da imagem feminina que exerce a mulher sobre todas as instituições. No caso da religião é pior, pois durante séculos a mesma tentou revelar um “deus-macho”, masculinizado e empobreceu a imagem de Deus no ser humano, dominando e oprimindo a mulher por gerações, tornando-a um mero objeto de uso, sedução e reprimindo a sua liderança natural. E ao invés de torná-la participante da vida como “uma-igual”, o homem usou todas as ferramentas disponíveis para subjugá-la e submetê-la, pois o mesmo devido ao medo da liderança feminina transformou a vida da mulher num cativeiro em todos os aspectos.

Há quem diga que o homem é o responsável pela edificação de sua família. Mas não é bem assim. A começar da criação, o homem jamais seria completo se a mulher não se fizesse presente. Quando Elohim decidiu criar o ser humano, Ele o fez de tal maneira que homem e mulher, juntos, unidos, comungados, seriam vistos como reflexo da “imagem de Deus”, nunca somente o homem. É a mulher que abre o ventre para dar à luz a vida. É a mulher que sustenta a família, pois sem ela o homem é um mero reprodutor. É a mulher que amamenta, alimentando o próprio homem, nutrindo a vida humana, pois sem o leite materno qualquer ser humano se tornaria mais suscetível às doenças de qualquer gênero. É a mulher que enfim, pode fazer acontecer a perpetuação da espécie.

A mulher é tão especial que até alguns dos que foram nascidos machos, desejam ser como ela, tentando reproduzir uma natureza que só a elas foi dado, o que na verdade, revela a essencialidade da liderança feminina sobre todos os outros seres.

Embora a Bíblia seja um livro patriarcalista, ela não deixa de revelar que sem a mulher o matrimônio não exsite. Digo matrimônio, pois o casamento como acordo temos muitos, mas matrimônios existem poucos. A palavra matrimônio vem da raiz da palavra “mater”, isto é mãe. Isso significa que o matrimônio somente existe se estiver fundamentado na figura feminina.

Hoje, a sociedade e a igreja precisam urgentemente repensar o lugar da mulher, pois Deus em sua infinita soberania está permitindo que as “pedras clamem”. E enquanto as instituições lutam pela manutenção do patriarcalismo, a mulher está dominando os altos escalões da vida, pela sua competência e sua natureza guerreira, algumas vezes motivada pela má compreensão da sua feminilidade, outras vezes por que sabem que são a essência da sociedade.

No caso da celula-mater, a família, não é o homem sábio que edifica a sua casa, mas sim a mulher. O contrário também é verdadeiro. A mulher insensata que não age de acordo com a vontade divina pode colocar tudo a perder, até a própria vida.

Neste dia que celebramos o dia das mães, que elas possam repensar a posição tão importante que Deus permitiu ocuparem. Que os homens sejam capazes e sábios para que dêem a elas a honra e o lugar que foi criado para as mesmas. Mulheres construam, mas não se esqueçam de construir com a sua feminilidade e doçura, pois Deus só comunicou a vocês o que é parte de Sua essência, a argamassa para levantar vidas, famílias, comunidades e nações.

Feliz dia das mães.

Nenhum comentário: