quarta-feira, 30 de abril de 2008

A ESPERANÇA VIVA

A nossa esperança tem que ver com a nossa capacidade de decidir, de romper, de escolher, de ajuizar. Tornamo-nos seres éticos, conscientes, sonhadores, utópicos. Por isso, seres a quem a esperança faz falta” (Paulo Freire, em Pedagogia da Tolerância, obra publicada pela Unesp).

Nenhum comentário: